_______________________________________E se esvai no momento seguinte...

segunda-feira, 24 de maio de 2010

Cap. 6 - O outro

Olhei rapidamente ao redor sem mover minha cabeça, todos estavam dormindo, PERFEITO! Não foi agora que eu percebi, mas o ragazzo era simples mas bonito e até onde eu tinha percebido, educado. "Esses são os que mais dão trabalho e são mais arrogantes..." eu pensei. Mesmo assim, ele parecia ser uma pessoa que acrescenta na nossa vida, sabe?!

Assim senti o desejo de me encostrar sobre o seu ombro. No final, era só mais um ombro... Um alerta cresceu em minha mente "HOMENS NÃO PENSAM ASSIM!". Penso, quase alto demais, "relaaaaaaaaaaaxa, eu sei o que estou fazendo". E minha mente silenciou, tentando acreditar nas mentiras que estava dizendo pra mim mesma...

E assim, foi tão automático que eu me surpreendi por descansar a minha cabeça nos ombros dele, me empolguei e quase entrelacei meus dedos nos seus... Mas eu consegui me controlar, pois entrelacei as minhas mãos. E adormeci rapidamente, com aquela sensação de não estar sozinha no mundo.

Quando eu acordei, senti o calor de sua mão envolvendo a minha mão e a maciez do seu cabelo castanho e liso sobre as minha bochechas. Por dentro eu estava sorrindo, mas fingi ainda estar dormindo. Eu queria que aquele calor nunca sumisse... Assim, rápido demais, vieram as memórias dele e eu me senti a ponto de desabar, fiquei em estado de choque, não conseguia chorar, fechei os olhos e quando eu abri percebi eu estava quase no chão. Olhei pro ragazzo que tinha se sentado ao meu lado, ele estava me segurando e me olhava preocupado. Ele me pergunta: "Está melhor?! Você quase desmaiou!", eu fico nervosa e começo a chorar... "Como eu sou idiota! Eu quase desmaio por causa de um idiota" eu penso e soluço enquanto as lágrimas escorrem copiosamente dos meus olhos.

O ragazzo me abraça e isso me acalma, "está tudo bem, eu te segurei" ele diz enquanto afaga meus cabelos agora soltos. "gra... zie" é tudo o que eu consigo dizer enquanto sinto o cheiro amadeirado do perfume do ragazzo, e eu nem sei o seu nome...

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Continua em O seu nome é

Nenhum comentário:

Postar um comentário